O município de Macaúbas, no oeste baiano, será um dos contemplados pelo contrato de R$ 680 milhões assinado pela Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa) no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC-2), do governo federal. Segundo a empresa, está prevista a implantação do sistema de abastecimento de água na cidade.

Em toda a Bahia, os recursos serão destinados à realização de 44 obras e elaboração de oito novos projetos de abastecimento de água e esgotamento sanitário. Do total, R$ 345,6 milhões serão destinados a 23 obras de implantação e ampliação de sistemas de abastecimentos de água, além de cinco projetos de abastecimento, e outros R$ 334,4 milhões para aplicação em 21 obras e três projetos de esgotamento sanitário.

Dentre as grandes obras previstas nessa contratação está a duplicação da adutora de água tratada da Estação de Tratamento Principal do sistema integrado de abastecimento de Salvador. A obra, que terá investimento de R$ 67,9 milhões, beneficiará três milhões de moradores de Salvador, Simões Filho e Lauro de Freitas.

Recursos da Funasa para abastecimento de cidades pequenas

Em municípios com menos de 50 mil habitantes, que integram o Grupo 3 da segunda fase do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC-2), a Embasa vai investir R$ 140,3 milhões, entre recursos da Fundação Nacional de Saúde (Funasa) e próprios da empresa. Em obras de abastecimento de água, previstas para 13 municípios, serão aplicados R$ 26,9 milhões. Já as obras de implantação de sistemas de esgotamento sanitário, em 12 cidades, envolveram R$ 117,2 milhões.

As cidades de Conceição de Feira, Baixa Grande, Macajuba, Iraquara, Itiúba e Jaguarari (centro-norte), Irajuba, Brotas de Macaúbas e Ibipitanga (sudoeste), Cipó e Nova Fátima (nordeste) e Governador Mangabeira, na microrregião de Santo Antônio de Jesus, receberão obras de implantação de sistemas de esgotamento sanitário que vão garantir saúde e qualidade de vida para 106 mil moradores dos municípios.

Anúncios