Foto: Andrew Yates / AFP

Do jornal Zero Hora

Com dificuldade, o Brasil conseguiu arrancar uma vitória, após começar perdendo, por 3 a 1 sobre a seleção de Belarus neste domingo (29), em Old Trafford. O triunfo classificou a Seleção para as quartas de final do torneio olímpico de futebol.

O resultado pode ser creditado ao talento de Neymar. Pois foram de seus pés que saíram as bolas decisivas para selar a vitória brasileira. Primeiro com um cruzamento na medida para o gol de empate marcado por Alexandre Pato, depois com a cobrança de falta perfeita, que entrou no ângulo direito do goleiro Gutor. Na jogada do terceiro gol, de Oscar, o camisa 11 deu um passe de calcanhar fantástico para o companheiro.
Pato entrou no lugar de Leandro Damião e mostrou eficiência. Pode, por conta disso, ter ganhado o posto de titular.
O time do técnico Mano Menezes teve bastante dificuldade para conseguir levar perigo a uma equipe que praticamente defendia com nove jogadores a partir de sua intermediária. O talento individual de Neymar e Oscar não aparecia, o que facilitava a tarefa dos apenas esforçados adversários no primeiro tempo.
Não bastasse a dificuldade diante de um oponente fechado, o Brasil teve trabalho com o camisa 10 de Belarus. Brasileiro “infiltrado”, o meia Bressan ditava o ritmo dos contra-ataques adversários.
Pois aproveitando uma desatenção da defesa brasileira, o “infiltrado” subiu mais alto que Rafael no cruzamento de Kozlov e, de cabeça, abriu o placar para Belarus.
O susto foi bom para despertar o Brasil. No primeiro ataque que conseguiu criar a Seleção empatou com Alexandre Pato, também de cabeça. O atacante teve a vida facilitada com o luxuoso cruzamento de Neymar.
A jogada porém foi a única finalização, à exceção de um chute de Hulk, que o Brasil deu em todo o primeiro tempo. A equipe tinha posse de bola, não era acossada, mas tinha dificuldade quando batia de frente com o paredão de bonecos vermelhos que era a defesa adversária.
Para o segundo tempo, Mano Menezes resolveu não fazer mudanças. Afinal a equipe estava segura em campo, uma faísca de talento individual poderia ser suficiente para desmontar a retranca adversária. Antes dos 15 minutos o Brasil teve duas chances claras para virar, aos cinco minutos em chute de Marcelo e aos 13 na definição de Oscar.
O gol estava amadurecendo e saiu após o Brasil ter uma falta na entrada da área. Neymar encaixou a bola no ângulo do goleiro Gutor. Fatura liquidada, pois era difícil acreditar em alguma reação da seleção de Belarus. Mas ainda havia tempo para mais uma demonstração de talento de Neymar. O jogador do Santos deu o passe de calcanhar e Oscar soltou a bomba para estufar a rede.
Já classificado, o Brasil agora terá um compromisso apenas para cumprir tabela. O adversário é a Nova Zelândia em Newcastle, outra seleção que não assusta pelo nome mas que não permite um relaxamento dos meninos de Mano Menezes.

FICHA TÉCNICA:

BRASIL 3 X 1 BELARUS

Estádio: Old Trafford, Manchester (ING)
Data/hora: 29/7/2012 – 11h00 (de Brasília)
Árbitro: Yuichi Nishimura (JAP)
Auxiliares: Toru Sagara (JAP) e Toshiyuki Nagi (JAP)
Cartões amarelos: Kozlov (BLR), Dragun (BLR)
Cartões vermelhos: Não houve
GOLS: Bressan 8’/1ºT (0-1), Alexandre Pato 14’/1ºT (1-1), Neymar 20’/2ºT (2-1), Oscar 48’/2ºT (3-1)
BRASIL: Neto, Rafael, Thiago Silva, Juan e Marcelo; Rômulo, Sandro (Ganso 18’/2ºT) e Oscar; Neymar, Hulk (Danilo 41’/2ºT) e Alexandre Pato (Lucas 39’/2ºT). Técnico: Mano Menezes.
BELARUS: Gutor, Kuzmenok, Politevich e Kozlov (Gavrilovich 35’/2ºT); Dragun, Baga, Bressan, Gordeichuk e Aleksievich (Voronkov 24’/2ºT); Kornilenko (Zubovich 31’/2ºT) e Polyakov. Técnico: Georgy Kondratiev.

Anúncios