A propaganda eleitoral gratuito nas emissoras de rádio e TV começam nesta terça-feira (21).

Veja o que propõe um deputado pernambucano sobre o horário político:

Matéria feita para o Bahia Notícias:

Um projeto de lei em tramitação da Câmara Federal quer acabar com o horário eleitoral gratuito nas emissoras de rádio e TV. A ideia é fragmentar o atual formato, que tem duração de meia hora, em inserções de até 60 segundos ao longo da programação das emissoras. Para o deputado Augusto Coutinho (DEM-PE), autor da proposta e integrante da Comissão Especial de Reforma Política no Legislativo, o projeto tornará o horário político “mais atrativo e menos custoso”. “Você tem que montar uma estrutura muito grande para fazer estes programas eleitorais em grandes blocos e isto tem um custo enorme”, justificou o parlamentar, em entrevista ao Bahia Notícias. De acordo com o democrata, outro ponto negativo é que o candidato leva um bom tempo para construir uma imagem que nem sempre o representa. “É você montar uma megaprodução para criar um personagem”, criticou. Para Coutinho, na prática, não haverá perda de tempo de exposição para o candidato, por haver a diluição dos programas que têm longa duração em recortes veiculados durante o dia. “A reformulação vai trazer um programa com mais conteúdo. Mais direcionado ao eleitor”, estimou. O pernambucano contou ainda que a matéria teve boa receptividade entre os deputados, fenômeno que, segundo ele, é um sinal de que a medida terá chances de ser aprovada em plenário. O texto foi apresentado como emenda na Comissão de Reforma Política, criada em março do ano passado, mas está com a tramitação parada, de acordo com o próprio integrante do colegiado. “As atividades na comissão serão retomadas após as eleições [em outubro]”, previu Coutinho. Confira aqui o projeto de lei na íntegra.

Anúncios