O projeto desenvolvido pela Secretaria Estadual de Educação desde 2007 será lançado na Direc 23, de Macaúbas, no próximo dia 17. Segundo o governo do estado, a meta é fazer uma articulação da escola com a comunidade local, visando à estruturação do ambiente escolar.
De acordo com a coordenadora de Acompanhamento da Rede Escolar da Secretaria da Educação do Estado da Bahia, Goia Midlej, o incremento à participação das comunidades escolar e local na gestão da escola promove a melhoria na articulação escola-família-comunidade e no desempenho acadêmico dos estudantes, além aumentar a atratividade da unidade e reduzir a evasão escolar. Para a coordenadora, o projeto estimula o envolvimento de gestores, professores, estudantes, funcionários, pais e comunidade local na discussão e no planejamento de intervenções, visando suprir as necessidades prioritárias das unidades escolares.
As ações abrangem desde articulações com outros órgãos governamentais para fortalecimento da escola até a realização de reparos e pequenas obras físicas, que, a despeito da pequena dimensão, produzem efeito positivo no cotidiano escolar, a exemplo de reforma de quadra de esportes e biblioteca, jardinagem e intervenções nos muros.
A previsão é que 100% das unidades escolares na Bahia sejam revitalizadas até 2014. Atualmente, o programa já atende a 240 escolas, sendo 131 no capital e 119 no interior.

Foto: CETEP Bacia do Paramirim / Divulgação
Anúncios