A Justiça Eleitoral julgou improcedente o pedido de liminar que acusava o ex-candidato a prefeito de Macaúbas, Robinho (PP), e o seu vice, Neto Nogueira (PMDB), de compra de votos. Segundo a decisão judicial, a denúncia era baseada em um anúncio no rádio que ofertava empregos através de atos empresariais.

De acordo com o juiz da 65ª Zona Eleitoral do município, Júlio Gonçalves da Silva Júnior, não foi configurada a conduta de captação ilícita de sufrágio.

Leia na íntegra a decisão emitida pela Justiça Eleitoral.

Anúncios