Foto: Macaubas On Off / Reprodução
Foto: Macaubas On Off / Reprodução

Os macaubenses residentes no Centro de Estudantes Universitários e Secundaristas de Macaúbas (Ceusma), em Salvador, têm passado por maus momentos diante da situação crítica na qual a residência se encontra. Problemas como dívidas e de ordem física têm preocupado os poucos moradores que ainda permanecem no local. O centro estudantil, que já abrigou ao longo dos seus 40 anos de existência engenheiros, médicos, administradores, advogados, psicólogos, farmacêuticos, enfermeiros e vários outros, se encontra em ‘estágio terminal’, como pontua um documento feito por moradores e ex-residentes e enviado à Tropicália FM, em Macaúbas. Em conversa com o Correio Macaubense, o presidente do Ceusma, João Paulo Bonfim, conta que existem atualmente três contas de luz e pelo menos cinco de água atrasadas, além do atraso no pagamento do 13º salário das funcionárias, que também não teriam recebido a remuneração referentes às férias, pendências que chegam a cerca de R$ 10 mil. Dívida antiga com conta de água perfaz um total de R$ 13 mil. A casa que já chegou a ter aproximadamente 80 estudantes, hoje, esse número não passa 25.

A estrutura física da residência sempre teve problemas, desde infiltrações, rachaduras, instalações elétricas precárias e, agora, no quintal um esgoto a céu aberto coloca em risco a saúde dos poucos sobreviventes.

Segundo Paulo Bonfim, o prefeito Zezinho Pereira, que já esteve no Ceusma em reunião com os estudantes, já solicitou o envio das contas atrasadas, bem como das pendências com as funcionárias, para que a prefeitura quite as dívidas.

Clique aqui e leia o documento intitulado LUTO ANUNCIADO.

 

Anúncios