A prefeitura de Macaúbas se manifestou publicamente nesta terça-feira (26) a respeito da crítica situação enfrentada pelo Centro dos Estudantes Universitários e Secundaristas de Macaúbas (Ceusma), com sede no bairro Jardim Baiano, em Salvador. Segundo o perfil da administração municipal na rede social Facebook, nesta segunda-feira (25), o prefeito José João Pereira esteve presente na sessão ordinária da Câmara de Vereadores onde falou das soluções apontadas para melhorias na residência estudantil.
O gestor explicou que no dia 04 de dezembro de 2012 esteve no Ceusma acompanhado de algumas forças políticas quando foram discutidos os temas abaixo:

“- Estrutura da Casa: Para sanar tal problema a solução seria construir uma nova moradia, entretanto a posse que a prefeitura de Macaúbas possui no bairro do Tororó foi invadida e resta entrar com um processo para que a sua posse seja reestabelecida ao Município. Neste tocante o Prefeito José João disponibilizou os advogados Municipais e restou aos próprios moradores, em conjunto com a assessoria jurídica da Prefeitura, dar início ao processo.

– Questão da subvenção: A Prefeitura de Macaúbas até pouco tempo repassava um valor no caráter de subvenção ao CEUSMA. A subvenção, contudo, entra na prestação de contas da Prefeitura, podendo, como aconteceu na gestão passada, prejudicar a Gestão Municipal caso não seja feita a prestação de contas adequada pelo CEUSMA à Prefeitura deste valor. Uma vez que o CEUSMA não presta conta adequadamente da subvenção, o Prefeito José João propôs-se a contratar, através da Prefeitura, as duas cozinheiras que lá trabalham, custo que não ficaria mais a cargo dos estudantes. Para isso porém, seria necessário”dar baixa” nas Carteiras de Trabalho destas pessoas, o que ainda não foi feito pelo CEUSMA pois há uma dívida trabalhista para com as mesmas de alto valor. A Prefeitura portanto aguarda o acordo entre o CEUSMA e as funcionárias para que possa arcar com esta despesa.

– Questão Contas Água e Luz: As contas de água e luz também serão custeadas pela Prefeitura em substituição à subvenção, é perceptível que se somarmos as contas de água, luz e ainda as despesas com pessoal, o valor oferecido pela Prefeitura à Casa será bem maior do que o valor da subvenção em si. Haviam mais de 5 meses de faturas em atraso, as quais o Prefeito Municipal também se dispôs a pagar e somente quando esteve em Salvador, na semana passada, teve acesso às mesmas, pois esteve pessoalmente no local para busca-las. Ontem, 25 de fevereiro, as faturas no valor de mais de R$ 4.000,00 ( quatro mil reais) foram quitadas pela Prefeitura de Macaúbas.

– Instalação Elétrica: Também ontem, 25 de fevereiro, um carro da Prefeitura de Macaúbas foi encaminhado à Salvador, juntamente com dois dos eletricistas municipais e todo o material necessário para que seja alterada toda a parte elétrica da casa.

– Questão da Alimentação: A Prefeitura tem ajudado ainda com parte da alimentação do CEUSMA.

– Questão do IPTU: O CEUSMA possuía uma dívida de quase R$ 60.000,00 de IPTU, que foi reduzida para R$ 10.000,00 e solucionado pela Prefeitura de Macaúbas.

– Aluguel de Casa: Enquanto não se resolve a questão da posse da Prefeitura para construção de nova casa do CEUSMA, o Prefeito sugeriu que os moradores verificassem uma nova casa para que a Prefeitura alugasse, dando melhores condições de convívio aos mesmos. Ainda aguardamos qualquer que seja a posição dos estudantes a este respeito, até o momento não nos indicaram nenhum imóvel.

Tantas outras questões neste tocante dificultam a situação do CEUSMA, porém com este esclarecimento confirmado pela ATA abaixo publicada pelo próprio CEUSMA na data de 17 de dezembro de 2012 , pode-se depreender que muitos têm sido os esforços feitos pela Prefeitura Municipal de Macaúbas no auxílio àquela importante moradia, restando porém que os próprios estudantes e moradores cumpram com a sua parte nos acordos à qual a Prefeitura de Macaúbas, impossibilitada de adentrar em uma esfera do acordo que não poderia lhe caber, aguarda.

Na semana passada, o Prefeito José João e sua comitiva novamente visitaram o CEUSMA, a fim de verificar se alguma medida já havia sido tomada, os estudantes, por sua vez, não tinham levado adiante sua parte de tudo que foi acordado em reunião”.

Ata reunião_Ceusma

Anúncios