Os trabalhadores dos Correios na Bahia decidiram, em uma assembleia realizada pelo sindicato da categoria (Sincotelba) na noite desta terça-feira (17) em Salvador, entrar em greve por tempo indeterminado a partir da meia-noite desta quarta-feira (18).

Os funcionários reivindicam aumento real de 15%, reposição da inflação de 7,13%, aumento linear de R$ 200,00, reposição de 20% das perdas salariais, assim como a redução da jornada dos atendentes para 6h e manutenção do plano de saúde. Atualmente, há quase 6 mil funcionários que trabalham nos Correios em todo a Bahia.

Segundo a Agência Brasil, a proposta da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (Correios) já foi já aceita pelos sindicatos do Rio de Janeiro, de São Paulo, Bauru (SP) e Rondônia e prevê reajuste de 8% nos salários, e 6,27% a mais nos benefícios, além de oferecer o pagamento de um vale extra de R$ 650 em dezembro e vale-cultura dentro das regras do programa do governo federal.

A empresa e trabalhadores dos Correios ligados à Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios, Telégrafos e Similares (Fentect), a qual representa o Sincotelba, não chegaram a um acordo na audiência de dissídio coletivo no Tribunal Superior do Trabalho (TST) realizada nesta terça-feira.

Anúncios