Foto: Jornal do Sudoeste/Reprodução
Foto: Jornal do Sudoeste/Reprodução

O prefeito de Boquira, Marco Túlio Vilasboas (PMDB), acumula mais uma multa em seu histórico. Ao analisar a prestação de contas referente ao ano de 2015, o Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) decidiu aprovar o exercício financeiro, mas com ressalvas. O relatório do conselheiro Mário Negromonte indicou a existência de irregularidades praticadas e que não foram justificadas de modo satisfatório pelo gestor.

Diante do relatório, o pleno do TCM decidiu multar o prefeito de Boquira em R$ 3 mil. “As ditas irregularidades atentam, gravemente, contra a norma legal, e contrariam os mais elementares princípios de natureza contábil, financeira, orçamentária e patrimonial”, diz o texto da decisão aprovada pelos conselheiros.

No mês passado, Vilasboas foi multado em R$ 1 mil por não informar detalhes de contratação de temporários que custaram R$ 3,2 milhões.

Anúncios